Um recente estudo feito por cientistas da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), publicado na revista científica Menopause, relatou que mulheres com níveis mais altos de vitamina D em seu sistema tiveram um risco significativamente menor de câncer de mama em comparação com aquelas que possuíam níveis menores da vitamina.

O estudo analisou dados médicos de 627 mulheres brasileiras, com idade entre 45 e 75 anos, divididas em dois grupos: 209 diagnosticadas com câncer de mama e 418 mulheres sem câncer. Todas as participantes tinham que ter entrado na menopausa há pelo menos 12 meses. Comparando as informações médicas coletadas dos dois grupos de mulheres, os pesquisadores observaram que, no momento do diagnóstico, as mulheres com câncer de mama apresentavam taxas de vitamina D muito baixas comparadas com o grupo que não sofria da doença.

Os autores concluíram que mulheres na pós-menopausa com diagnóstico recente de câncer de mama apresentaram maior risco para hipovitaminose D (falta de vitamina D) e levantaram a hipótese de que níveis adequados dessa vitamina no organismo podem ajudar a diminuir o risco de câncer, dificultando a proliferação de células cancerígenas.

Para auxiliar na prevenção e também no tratamento de câncer, é recomendado a suplementação da vitamina D. Além de prevenir a doença, ela ajuda a proteger os ossos, a evitar problemas cardiovasculares, manter o peso sob controle e até combater gripes e resfriados.

A deficiência da vitamina D pode ocorrer quando sua ingestão for abaixo dos níveis recomendados, o que é frequente em pessoas com intolerância à lactose, alergia ao leite, ovo-lacto-vegetarianas ou veganas. Estas últimas encontram dificuldade na reposição da vitamina, afinal sua principal fonte está nos alimentos e suplementos de origem animal.

Outro estudo realizado pela Universidade de Michigan demonstrou que pacientes que tomaram o suplemento de vitamina D por pelo menos três anos apresentaram um risco 13% menor de morrer de câncer do que os que não tomaram. A suplementação da vitamina D pode melhorar a qualidade de vida desses pacientes e, ainda, evitar outras complicações ocasionadas pela sua deficiência, como o risco de problemas cardíacos, osteoporose, entre outros.

Uma alternativa segura e altamente eficaz é o suplemento Veg-D, da Infinity Pharma®: um produto 100% natural, produzido a partir da exposição de cogumelos Portobello à luz UV, elevando seu teor de vitamina D.

A irradiação dos cogumelos é um método seguro e efetivo, utilizado para prolongar a validade do ingrediente antes e após a colheita, preservando as qualidades nutricionais e seus bioativos.

Além de natural, seguro e vegano, ele ainda possui certificações kosher e halal. Veg-D pode ser encontrado nas melhores farmácias de manipulação.

Mais sobre o Veg-D

https://infinitypharma.com.br/uploads/insumos/pdf/v/Veg-D%20-%20Literatura.pdf

Quer receber novidades?